quinta-feira, novembro 09, 2006

Chegamos

















Chegamos.

Estamos vendo a webquest, para ver nossas tarefas.

quarta-feira, outubro 25, 2006

enquanto estamos esperando a turma 201, olhem o que descobrimos!

domingo, outubro 22, 2006

Aceitamos o desafio Professora Emilia Miranda, Colégio Estadual Joaquim de Macedo.Brasil.

sexta-feira, setembro 29, 2006











ENTREVISTA FEITA NA FAMÍLIA.

1) Você ouvia muito o rádio quando era jovem ?
R: Sim ouvia, gostava muito.
Lá pelos anos 42 se ouvia muito.

2) Que programa você gostava de ouvir?
R: Esporte e novelas e depois ouvia as notícias sobre a guerra.

3) Havia momento em que você ouvia o rádio junto
com a família?
R: Sim tinha.


4) O que mudou com a chegada da tv?

R:Mudou muita coisa, no início era preta e branca agora é colorida
tem muito mais programas.


5) Hoje, você assiste mais TV ou prefere mais o rádio, por quê?
R: Eu prefiro a tv, pois podemos assistir e ouvir.

TURMA 202
Lorrayne C. Celestino
Marynna P. P. Machado

quinta-feira, setembro 21, 2006

Entrando em campo!!!!!!




















Estamos conhecendo, já já colocaremos nosso trabalho.


Meios de comunicação

O meio de comunicação é bom, pois podemos nos comunicar de longe.
Matar a saudade do pai, mãe, dos amigos, etc.
É útil quando estamos doentes e não temos como nos comunicarmos.
O telefone é bom mas também afasta as pessoas.
A televisão mostra tudo de positivo e também de negativo dos fatos
que acontecem no mundo. Ela nos ensina coisas boas e coisas que
não devem ser seguidas.
O computador ajuda mais que a televisão, pois você em contato com ele,
tem a oportunidade de mexer e descobrir muitas coisas interessantes.
O jornal ultimamente só fala em eleições e nos roubos que acontecem no pais.
O rádio é bom para escutar a hora, para quem não tem televisão ou qualquer
outro meuio de comunicação, saber o que se passa no mundo.

Turma 203.

Professora Eliana e a turma 203




















Chegamos!!!!!!!!
Viemos participar também!
Obrigado pelo convite.
Turma 203

PROFESSORA MARISE E A TURMA 202





















Estamos felizes desenvolvendo este novo trabalho.

Estamos preparando a nossa lista de material.

Olha o que encontramos!


ANDRADE, Carlos Drummond de. As palavras que ninguém diz. Crônica. 4. ed. Rio de Janeiro : Ed. Record, 1999. pp. 63-66


EQUIPAMENTO ESCOLAR


Pai! O material não tá completo não.
O quê? Se eu já comprei livros, apostilas, cadernos, pasta, caixa de lápis de cor, lápis preto, esferográfica, borracha mole,

borracha dura, régua, compasso, clipe, apontador, tudo novo,novinho, porque o material do ano passado está superado, como é que não está completo?
Cê esqueceu do gravador.
Esqueci nada, rapaz. Vi o gravador na lista e achei que era piada.
Vocês gostam de brincar com a gente.
Brincadeira tem hora, pai. Tô precisando de gravador.
Verdade?
Lógico. A turma toda vai de gravador, só eu que dou uma de palhaço?
Nunca me constou que a característica do palhaço é não levar um gravador na mão.
A tiracolo pai, com alça. Tem um modelo japonês, levinho, muito bacana. Também se leva na sacola.
Então você quer aparecer no colégio portando gravador porque está na moda, pois não?
Cê não entende lhufas. Gravador faz parte do equipamento escolar moderno.
Começo a perceber. O professor fala, você grava. Então vamos jogar na lixeira
esses cadernos, esses lápis, essa parafernália inútil.
Para... o quê?
Fernália. Uma palavra que não existe mas que se aplica neste caso.
Taí, dessa eu gostei. Como é que se escreve?
Não interessa. Basta você gravar, quando tiver gravador. Até lá, me explique direito como é a aula com gravador.
Seguinte. A gente liga, o professor começa o garganteio, a fita vai gravando e...
E o quê?
A gente pensa noutra coisa, né?
Entendi. Não há necessidade de estar atento ao professor, porque o gravador presta atenção para você. Certo?
Mais ou menos. O grilo é que a gente tem de prestar atenção no gravador da gente, senão de repente ele solta uma faixa de Billy Cohbam, e aí é uma zorra global, entende?
Entendo. Billy Cohbam não é autor recomendado pelo Cesgranrio.
Por isso não. É que numa hora dessas a turma ataca de Pink Floyd ou de
Mahavishnu, e a aula acaba sem a gente escutar um som legal, de tanta zoeira.
Então o uso do gravador na aula é muito inconveniente, filho. Baralha as
músicas que vocês adoram. Preferível não levar gravador e deleitar-se com as músicas fora do colégio.
Delei... o quê? Cês têm um papo esquisito. Mas eu saquei: cê não tá querendo
comprar o gravador, e sem ele me passam pra trás.
Não é isso. Queria que a aula de vocês fosse bem musical, e nem a voz do professor atrapalhasse, mas vejo que isto é impossível.
Tou vendo. Mas olha aí. Mesmo com gravador, o material ainda tá faltando.
Não me diga.
Esqueci de botar na lista a minicalculadora. Faz uma falta danada na aula de Matemática. Beto já comprou a dele, Heleno também, Miquinha também.
Pelo que vejo, o Brasil contará com grandes matemáticos no futuro.
Tá debochando? Sem calculadora, como é que a gente vai calcular?
Resolver um problema ouriçado?
No meu tempo...
Seu tempo já era. Não tinha calculadora, como é que cês iam precisar

de calculadora?
Talvez você tenha razão. Era um tempo muito mal equipado. Pior: nem

equipado era.
Viu? Gosto quando cê reconhece a verdade. Mas tem mais. Tá faltando o principal.
Um helicóptero, imagino?
Não. Um minicomputador. Tem aí um modelo escolar que é jóia.
Não pesa muito na mochila, é um barato, vou te contar. Sem microcomputador não posso aparecer no colégio, fico desmoralizado!Será que é assim mesmo?
Venham participar!!!!!!!!!

Esperamos vocês!!!!!!!!!!

turma 202

sábado, setembro 16, 2006

Meios de Comunicação - pontos positivos e negativos

















Turma 202 e a Diretora Geral do C.E.J.M Ediléa.

Projeto Inclusão Social e Digital na recuperação
paralela


REDAÇÃO COOPERATIVA

turma 202
http://www.phpwebquest.org/wq25/webquest/soporte_tablon_w.php?id_actividad=10262&id_pagina=1

EVOLUÇÃO DAS COMUNICAÇÕES

Antigamente não tinha tantas tecnologias como tem
agora.
Melhorou muito a vida das pessoas.
Tudo era diferente, a televisão era preta e
branca, telefone a manivela, as cartas eram
entregues em cavalos ou carruagens que
que levavam meses de demora.
Hoje em dia isto já não acontece, tudo é rápido.
O rádio leva muitas informações para as casas das
pessoas, nas guerras o rádio foi muito usado para
avisar sobre os ataques.
Agora temos muitos recursos, como o fax, o computador
entre outros.


PONTOS POSITIVOS:

Ficou mais fácil falar com os parentes e amigos que moram
longe; arrumar emprego; saber o que está acontecendo
no mundo todo; estudarem e até mesmo trabalhar
usando o computador


PONTOS NEGATIVOS:

Muitas pessoas se acomodam e não visitam a família,
preferindo pegar o telefone e ligar; não sentam mais
para almoçarem juntas, pois estão vendo televisão;
tem gente que usa o telefone para passar trote;
usa o computador para roubar os outros.
O celular muito perto do corpo faz mal para a saúde.

Rayane de S. Barbosa
Aluna da turma 202.